Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

Hands on Approach: "Be True", o primeiro single do novo disco, tem cariz solidário

A nova canção dos Hands on Approach, "Be True", foi lançada esta semana nas plataformas digitais e é o single de avanço para o novo trabalho da banda portuguesa. Como se não bastasse a banda regressar com um tema cativante e enérgico, as vendas digitais desta música revertem integralmente a favor da União Zoófila e da Associação Sobreviver, instituições envolvidas na defesa dos animais e que por eles lutam diariamente.

 

A causa é nobre, a música fica muito bem ao início do verão e o vídeo é muito querido. Estão reunidos os fatores que nos fazem querer contribuir (e muito) para esta causa. Digo sempre mas como nunca é demais: se não for possível a ajuda monetária ao menos que a mensagem passe. E esta mensagem é muito importante! Vejam o vídeo, partilhem a canção, aproveitem para dançar e celebrar não só o regresso de uma excelente banda nacional, mas também a existência dos animais a quem esta música assenta que nem uma luva: não há seres mais verdadeiros e fiéis.

 

 

18893465_10154443800636555_8095778997717359459_n.j

 Imagem retirada do Facebook dos Hands on Approach

 

i know that heaven is waiting for us

I know it's hell, I know it's helpless
But it feels like heaven is waiting for us
I know it's hard, to feel so heartless
But I know that heaven is waiting for us

 

 

 

P.S. Depois de todos os acontecimentos e de todas as notícias dos últimos dias, acho que devemos continuar a acreditar que há um consolo, uma força maior para nos apoiar, que de alguma forma e em algum momento vai manifestar-se. Mesmo que não seja fácil acreditar nisso, derivado a todas as tragédias que estamos a viver, temos de procurar uma razão para continuar a lutar. E eu acredito que esta música chegou no momento certo. 

Para mais tarde recordar: o concerto de Miguel no NOS Primavera Sound 2017

Só consegui ver os últimos minutos do concerto mas, pela reação do público e pela energia que andava ali no ar percebi logo que Miguel estava a partir o Primavera. Em bom. Não conhecia muitas músicas e o registo dele em CD é bom, não achei nada do outro mundo. Agora... Ao vivo é qualquer coisa! A voz e a energia. Priceless. Uma boa surpresa. Para mim e tenho a certeza que para muita gente que estava a assistir no recinto. É uma surpresa "à Primavera"! Gostei e agora só vou ouvir as versões ao vivo.  

 

Fonte: Blitz.