Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

21º Curtas Vila do Conde

 

Começa hoje o 21º Curtas Vila do Conde. Este Festival Internacional de Cinema tem excelentes oportunidades num extenso programa para guiar os amantes de cinema numa experiência nova ou renovada no âmbito da Competição Nacional e da Competição Internacional (competições de curtas-metragens), do cinema português que chega das escolas (TAKE ONE!), da junção entre música e cinema em espectáculos ao vivo (Stereo), ou da Exposição "Film". Não posso esquecer o autor em destaque este ano, Bill Morrison, que para além de ver alguns dos seus filmes exibidos irá dar um Masterclass de Cinema Experimental.

Depois de analisar o programa, com 17 filmes de produção nacional e 34 filmes de todo o mundo entre ficção, documentário e animação, alguns deles chamaram-me a atenção, na maioria os portugueses (alio-me a um slogan conhecido para dizer que "O que é nacional, é bom"); os trabalhos saídos das escolas (gosto de conhecer o resultado do trabalho que os alunos vão desenvolvendo) porque quem nunca viu podia surpreender-se com a qualidade que, por vezes, é apresentada; mas também alguns internacionais (não muitos, confesso). 

1) "No Nevoeiro", de Sergei Loznitsa (longa-metragem)

2) Na Competição Nacional:
"Carrotrope é um novo brinquedo ótico. Aglutina o carrossel e o thraumatrope, dois objetos que representam os movimentos cíclicos da vida. Entretanto, um homem bebe e o tempo passa ao ritmo dos 24 fotogramas por segundo."
"Uma jornalista e um operador de câmara da televisão de Macau embarcam numa viagem de trabalho ao sul da China para descobrir o naufrágio de um junco chinês do século XII, contemporâneo do afundamento da Galé de Don Fuas Roupinho, almirante de Afonso Henriques. Esta ressonância vai mergulhar os personagens em questões identitárias que ora se dissolvem ora vem à tona, no naufrágio de um casal ou do mundo – nosso."
"Ele está doente. Não fala, deixou de comunicar. A namorada tem que o vestir, alimentar, tratar dele. A família decide convidar as pessoas mais próximas para o ver. Decidem fazer uma festa, um velório."
3) No Projecto Estaleiro "A mãe e o mar", de Gonçalo Tocha (documentário)
"Na senda de um mito real e perdido no lugar da praia de Vila Chã, procuramos as mulheres do mar chamadas “pescadeiras”, num dos poucos lugares do mundo com mulheres arrais. Mas onde estão elas? E onde estão os 120 barcos de pesca artesanal? Sobram 8 barcos e uma única mulher pescadeira. Em terra de brava gente do mar, filma-se a paixão da pesca, a paixão do mar."
4) Na secção Da Curta à Longa, "La Fille du 14 juillet", de Antonin Peretjatko (Ficção)

5) Na secção Panorama Nacional, "A Palestra", de Bruno de Almeida (Ficção)

"Um escritor americano é convidado a visitar Guimarães para dar uma palestra sobre a obra de Edgar Allan Poe. O que poderia ser uma agradável viagem de trabalho torna-se num pesadelo quando a sua própria paranóia transforma a realidade…. ou será mesmo assim?"

6) Na secção Stereo é apresentado em filme-concerto "O Facínora", de Paulo Abreu (filme parcialmente rodado em Guimarães, em 1920, por um cineasta amador alemão), com apresentação da dupla The Legendary Tigerman e Rita Redshoes ao vivo.
Grelha de Programação:
 

Todas as imagens e sinopses foram retiradas da página oficial do 21º Curtas Vila do Conde assim como da respectiva página do Facebook. Podem ainda ler o Jornal Curtas 2013 com toda a informação sobre o festival, os horários e outras informações relevantes aqui.  

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.