Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

Optimus Alive Dia 1 - O que quero ver e ouvir

Começa hoje mais uma edição do Optimus Alive (sim, eu sei que supostamente agora se chama NOS Alive, mas eu não gosto e para mim não mudava o nome, mas isso é outra história... Conheço-o por Optimus Alive e dificilmente isso algum dia mudará.). Desde as primeiras confirmações percebi que este seria o festival do ano e tratei de garantir que um passe de 3 dias não fugia das minhas mãos. E ainda bem porque esgotaram. Irei ter a oportunidade de rever Jamie XX, que está no top das minhas preferências no cartaz. Mas vou também rever Arctic Monkeys, que tive oportunidade de ver numa das edições anteriores do Super Bock Super Rock. Estas são, na minha opinião, as atrações principais para o primeiro dia. Mas os concertos de Imagine Dragons e The Lumineers, Elbow e The 1975  também interessam. Enquanto não chega a hora dos concertos, ouçamos as músicas dos protagonistas da noite:

 

Jamie XX

 

 

Arctic Monkeys

 

 

 

Imagine Dragons

 

 

 

The Lumineers

 

 

 

 

 

Elbow

 

 

 

The 1975

 

 

 

 

Quem deve ganhar o Mundial e porquê?

Espero que a Argentina ganhe a final do Campeonato do Mundo. Estou muito feliz por saber que um jogador do Benfica, tão querido no nosso clube, vai estar na final e vai poder ajudar a sua selecção com a sua indiscutível perícia técnica. Para além de ser um excelente jogador, tem tido uma postura incrível com o Benfica e com os adeptos do clube. É impressionante ver Enzo Pérez e a sua indignação com as notícias que dão conta da sua saída do melhor clube português. Gosto de ver e de saber que ainda há jogadores no plantel que defendem o nosso emblema e as nossas cores. Por isso, vou torcer pela Argentina na final. Não gosto de Messi, mas o Enzo merece mesmo um ano em grande e acrescentar o troféu de Campeão do Mundo a todos os títulos que conquistou ao serviço do SLB. 

 

 

 

«Se hoje estou aqui é porque o futebol português me deu

essa possibilidade, no clube onde eu estou, o Benfica.
Agradeço a todos os dirigentes, ao corpo técnico, aos companheiros. Estou orgulhoso»

 

Enzo Pérez

 

(Nós também estamos orgulhosos Enzo, acredita! Boa sorte! * )

Pág. 2/2