Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

Triste, bem triste

Hoje é dia 6 e começa o NOS Alive. Hoje é o dia em que, pela primeira vez desde 2010, vou falhar um concerto dos The xx em Portugal - perdi um concerto do Jamie xx em novembro de 2013 mas aos da banda completa não faltei. Hoje é, portanto, um dia triste. Bem triste.

 

Quando vi o primeiro concerto, em julho de 2010, no ainda Optimus Alive, tive a certeza que não poderia faltar a mais nenhum. Bem, neste caso falo de festivais já que ainda não tive oportunidade de ver um concerto só deles, num contexto mais intimista como a música dos The xx pede (desde já, fica aqui o apelo: quando uma banda desta qualidade, com três álbuns de originais, não tem um concerto em nome próprio desde 2010 num país do qual gosta e que acarinha tanto, alguma coisa vai mal). Nessa altura não quis dar ar de fã n.º 1, até porque estava a dividir atenções fanáticas com os La Roux, e fiquei na terceira fila. Desde então tenho conseguido sempre ficar na primeira fila, qual fã que vai 4/5 horas antes para os concertos e corre assim que as portas do recinto abrem. Se é para ir que seja em bom. Vejam as regalias: não há ninguém à frente com penteados malucos que impeça a visualização do concerto e como não se vê mais nada a não ser o palco, pensa-se que não está lá mais ninguém e é cantar e dançar como se não houvesse amanhã. Foi assim no Primavera Sound de 2012, no Night + Day que os The xx organizaram em Belém, em 2013 (há mais informações sobre este concerto aqui), e no concerto do Jamie xx no Alive, em 2014.

 

Hoje não posso estar lá para ver a estreia no maior palco do Alive. Deixo o meu lugar na 1.ª fila a alguém que seja tão ou mais fã do que eu (ou pelo menos assim espero). Será bonito, não duvido por um segundo. Será surpreendente e emocionante, bem sei. Será um dos concertos mais puros que podem ver ao vivo. A quem estará presente: posso assegurar-vos que não vão ficar desiludidos.    

 

E, por causa disto, hoje por estes lados só se ouve The xx. São os três discos em loop. E mais logo estarei atenta à RTP Play porque estou na expectativa de conseguir ver o concerto em direto o que não é, de todo, comparável a estar a ver, ouvir, saltar, dançar e gritar ao vivo e a cores, como uma excelente e dedicada fã número 1 faria.  

 

oliver_sim_the_xx.jpg 

Fotografia retirada do instagram dos The xx

The xx apresentam próximo álbum com o single "On Hold"

 

Os The xx anunciaram a data de saída do álbum. Finalmente! Pois é... Muito esperamos (e os fãs, como eu, chegaram mesmo a desesperar) pelo regresso dos The xx aos discos. Mas sabemos agora que dois meses nos separam de 'I See You', o terceiro disco da banda. É no dia 13 de Janeiro de 2017 que o mundo fica a conhecer dez novas músicas. Bem, na verdade serão as outras nove porque "On Hold" já está disponível por todo o lado. Ele é Few days on land, é Youtube, é Spotify, é Apple Music, é Tidal, é Deezer... no fundo, o que vocês mais quiserem! Eu fiquei muito animada com esta música. Não só porque a espera foi longa mas também porque estou a prever um regresso ao estilo do primeiro álbum, sem deixar de ter ritmo e groove, mas com mais sentido e sentimento. E é isso que eles significam para mim: o expoente máximo do sentir.   

 

      

Eis a tracklist de 'I See You':

1.Dangerous
2.Say Something Loving
3.Lips
4.A Violent Noise
5.Performance
6.Replica
7.Brave For You
8.On Hold
9.I Dare You
10. Test Me

     

14955991_10154816082116004_9003691263909320832_n.j

 

 O que vos parece o single? Estão animados com a chegada deste álbum?

De volta a estúdio, The xx prometem novas músicas e revelam novas datas na Europa para 2016

Não foi há muito tempo que partilhei no Facebook do blog o anúncio de três novos concertos dos The xx em 2017 no festival Lollapalooza: Brasil, Chile e Argentina. Na altura fiz questão de demonstrar a minha tristeza por, embora estarem sempre a dizer que gostam imenso de vir a Lisboa, não haver nenhum indício de que podiam regressar à nossa capital em breve. No entanto, as boas novas não tardaram. Não, ainda não anunciaram concertos por cá MAS já estão mais próximos. E em 2016! Polónia, Croácia, República Checa e Lituânia são os primeiros locais avançados mas algo me diz que algumas outras datas estão aí a aparecer.  

 

Primeiro deixaram-me uma mensagem por e-mail que começava com "it's been a while but you've been on our minds!". Ohhh tão queridos, pensei! Mas depois partilharam a mensagem no Facebook e Instagram para milhões de pessoas e já não achei nada fofinho (certamente o e-mail chegou a outras tantas pessoas eu é que não vi). O que interessa é que eles reforçam que continuam em estúdio a terminar o terceiro álbum e prometem lançar novas músicas em breve, mesmo a tempo dos tais concertos em solo europeu. Tcharan, aqui está a foto que comprova o brainstorming que para ali vai:

 

the_xx_estudio_2016.png

 

Como se isto não fosse suficiente para alegrar o coração dos fãs, partilharam ainda uma playlist com as músicas que os têm acompanhado nesta fase do processo criativo. Nessa playlist estão nomes como Aretha Franklin, Solange Knowles, Sampha, Björk, Alicia Keys, Queens of The Stone Age, The Cure, PJ Harvey ou os novíssimos liv (projecto de Andrew Wyatt e Pontus Winnberg (Miike Snow), Lykke Li, Björn Yttling e Jeff Bhasker). Isto citando apenas alguns que também aprecio. 

 

Deixo-vos com a mensagem partilhada pela banda porque se eles podem partilhá-la com os milhões de seguidores deles eu posso muito bem partilhar com os meus que são muito menos em número mas muito mais especiais! [risos]:

 

 

Jamie xx + Romy e Oliver + Four Tet e Stella Mozgawa juntos? Na BBC? Só podia dar bom resultado!

Então não é que de tudo o que aconteceu de bom em 2015 (e não foi muita coisa) eu não posso contabilizar a reunião de Jamie xx com a Romy e o Oliver (The xx), o Four Tet e a Stella Mozgawa (baterista das Warpaint) para tocar "Stranger In a Room" e "SeeSaw" - duas canções de In Colour, álbum de Jamie xx e um dos melhores do ano- ao vivo e a cores? Pois é... Isto já aconteceu há uns meses e esteve disponível no Youtube praticamente desde então, é verdade. Mas eu não tinha visto o resultado final da actuação desta super banda, nos estúdios da BBC, até à semana passada. De facto, um dos grandes marcos musicais de 2015! Depois de tanta pesquisa - e nenhuma parecia surtir efeito - eis que o vídeo aparece, como que por milagre, nas sugestões/recomendações do Youtube. Porque será?  

 

jamiexx-bbc.jpg

 

São versões diferentes das que ouvimos no disco. Gostei muito desta nova roupagem, embora considere ambas as versões verdadeiras obras-primas musicais não só do ano que passou, como da década... Do século! Ora vejam lá se não está aqui uma relíquia: