Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

Estudo + estudo

Precisava de uma música que me desse energia para mais três horas de estudo que estão planeadas para hoje (sim, eu sei que caminhamos a passos largos para a uma da manhã, mas tem de ser!). Esta é uma das minhas músicas favoritas actualmente. Um dia ainda lhe dedico o texto que ela merece. Um dia em que tenha tempo para isso. Agora, tudo se resume a estudo. Daqui a um mês "o pessoal" já respira! Espero que passem uma boa noite e que acordem para um excelente Domingo :)

 

Afinal há palavras

Sempre pensei que ninguém ia conseguir escrever algo com que me identificasse relativamente ao glorioso tempo de estudante e às saudades que se sentem quando esses tempos não passam de memórias. Enganei-me. O meu amigo António, do blogue Perhaps não são ervilhas, tem as melhores palavras, a melhor descrição do sentimento de quem lembra com saudade tempos de alegria e amizade, de companheirismo e de aprendizagem. Emocionei-me enquanto lia este texto porque é simples, é claro e, nesse entretanto, conta a história de tantas e tão importantes pessoas da minha vida, das quais tenho saudades. 

Para todos, estudantes e não estudantes, saudosistas ou não dos tempos de faculdade, para quem gosta de ler textos coerentes e para quem procura sinceridade aqui fica o link:

http://perhapsnaosaoervilhas.blogs.sapo.pt/despedida-17491

 

P.S. António, mereces o destaque dos Blogs do Sapo, mereces as partilhas desta tua despedida, mereces os comentários e os gostos. Em suma, mereces toda e qualquer boa reacção a este excelente texto (mais um!) que muito orgulha aqui a amiga do Few days on land. Estou a assitir, de camarote, ao teu reconhecimento mais do que merecido! :)

A dita Dissertação de Mestrado...

Ao que tudo indica já tenho tema para a minha Dissertação de Mestrado (ou tese, como preferirem). Não foi fácil, posso garantir. Afinal, será preciso investir um ano de dedicação total à causa (quem sabe mais até) e por isso não podia ser "um tema qualquer". Na minha óptica o "qualquer coisa" não serve de todo.

Não vou adiantar muito mais por agora, sendo que posteriormente vou escrever um texto com mais detalhes acerca do tema e do porquê da minha escolha. Só queria, se me permitem, deixar um conselho a todos os que estão a passar por um período semelhante. Nunca desistam das vossas convicções! Vocês conseguem construir uma ideia diferente, inovadora e falar dos assuntos que mais vos interessam ao mesmo tempo. Por momentos, ao longo deste percurso, achei difícil conciliar estas vertentes mas no fim tudo resultou numa ideia que me permitirá passar um ano bem perto das obras dos meus escritores favoritos. Dizendo isto, os seguidores deste blogue e/ou quem me conhece podem perceber que Fernando Pessoa fará parte desse ano de uma forma muito particular. Nunca desistam dos vossos sonhos e das vossas ambições!

P.S. A imagem foi retirada da página Citador. Para mais imagens e poemas dos melhores escritores portugueses cliquem aqui.