Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

...

Porque é que me sinto assim, tão mal, quando cometo um erro?! Carambas... Lá vou eu andar o fim-de-semana todo inquieta e com isto na ideia. Logo nestes dias em que tenho tanta coisa em que trabalhar por causa da tese, tantos prazos para cumprir. Porque é que não posso ser como aquelas pessoas que erram e não se preocupam nada, vivem a vida na mesma, sem se preocuparem se aquele erro pode comprometer o seu futuro de alguma forma? Fico mesmo incomodada com estas coisas. Nem vou dormir bem (e eu preciso tanto de descansar...). Não sei se é ser perfeccionista, se é achar que qualquer falha pode ser o início do fim ou até se é não aceitar nada bem os meus próprios erros, implicando e procurando múltiplas justificações em mim mesma para o sucedido. Sei é que isto já começa a incomodar a minha sanidade mental. E ela já não estava perfeita, agora pensem