Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

Quero agradecer...

Gostava de agraceder a uma pessoa que em muito vai contribuir na construção do meu dia.

 

Dr. Passos Coelho muito obrigado pelo feriado de Carnaval que não me deu.

 

Gosto imenso do meu trabalho, é verdade. Mas isso não lhe dá o direito de andar a dar ordens incongruentes (para não dizer "manhosas"!) relativamente à forma como organizo o meu descanso e os dias em que posso exercê-lo plenamente. Digo isto porque espero que logo à noite ou amanhã não tenha que ver reportagens ou notícias sobre o senhor a festejar o Carnaval (ou visitar os festejos, o que vai dar ao mesmo). Era ridículo, mas ao que se tem visto neste Governo... Lembrei-me de avisar, só isso!

 

 

Actualização!

Parece que agora tenho de agradecer à Carris também! Grande serviço a quem paga o passe todos os meses.. Continuem o excelente trabalho (é tanta a ironia...).

 

 

Realmente não há altura melhor que o Carnaval para mostrar que

este país tem dias em que se transforma na maior palhaçada do Mundo!

Alguém me explica o OE 2014 como se eu fosse uma criança?

Penso que eu e meio Mundo precisamos que alguém do Governo tenha a brilhante ideia de escrever um livro para crianças sobre as medidas previstas para o Orçamento do Estado para 2014. Por favor. E escrevam-no mesmo para quem não entende até o mais simples conceito relacionado com Economia e Finanças. Isso sim era um favor que faziam aos portugueses.

Sinceramente, não compreendo como continuam a cortar na Educação, no Ensino Superior (mesmo que depois a exigência passe por ter os melhores alunos, os melhores professores, a melhor avaliação e as melhores escolas), na Ciência e na Saúde. Querem explicar-me isto como se eu fosse uma criança de 5 anos? Afinal, quem é que é o futuro deste país? Quem é que vai estar cá para viver os "melhores tempos" que virão e que tanto são apregoados por quem inventa estas medidas? É incompreensível.

Se não estão no poder para ajudar os portugueses pelo menos não prejudiquem mais a nossa vida. Fazem-no a cada dia que passa. E para o caso de não conhecerem esta informação... Há pessoas envolvidas. PESSOAS! Se é que ainda conhecem o significado do termo. Os portugueses não são números!