Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

Mistura improvável

Quando a minha irmã me falou da existência de uma música que juntava Rui Pregal da Cunha (fundador e elemento dos eternos Heróis do Mar),  Toy e Os Capitães da Areia, eu respondi: "o quê?!", ao que ela responde "não estás a perceber, ficou muito bem!". Pensei imediatamente "o que é que vai sair daqui?!". Seguramente porque alguém já disse que um músico do pop-rock - elemento de uma das melhores bandas portuguesas de sempre - um cantor popular e uma banda portuguesa que em muito se aproxima do pop-rock português dos 80's podia funcionar. Têm razão... Nunca ninguém disse que esta mistura, embora improvável, fosse funcionar mal. A isto se chama "pensamento feito" e eu assumo-o como um erro. 

 

O Spotify foi o nosso melhor amigo - como já é normal - e a música começou a tocar. Fiquei impressionada. Ninguém pode dizer que Toy não tem, efectivamente, um alcance vocal diferente. A voz de Rui Pregal da Cunha é mítica, nem precisa de apresentações. Mas, se me permitem, destaco o enorme mérito d'Os Capitães da Areia em reconhecer as qualidades destes artistas e uni-las numa música bem portuguesa. Adorei, de facto. É dançável, animada e tem uma letra muito engraçada - características do período do pop-rock português que a banda procura recuperar, ou pelo menos é o que eu depreendo quando ouço os temas do seu mais recente trabalho discográfico. 

 

 

Sinceramente, não conhecia o trabalho d'Os Capitães da Areia. Sim, é verdade que o Spotify já me tinha aconselhado a ouvir os temas d' A Viagem dos Capitães da Areia a bordo do Apolo 70, o segundo disco da banda, mas não liguei. Fiz mal, muito mal! Como disse antes, o Spotify raramente nos engana e é, por isso mesmo, reconhecido como o nosso melhor amigo. Possivelmente - diria isso com 99,9% de certeza - esta sugestão do Spotify pode estar relacionada com o facto de que Manuel Fúria é um dos meus músicos portugueses favoritos e eu guardei tudo o que podia guardar d' Os Golpes, Manuel Fúria & Os Naufragos.. Vá, todas as músicas onde seja audível a excelente voz deste artista, que foi também produtor do primeiro disco dos Capitães.   

 

Agora sou seguidora, dedicada, desta banda promissora. É isso mesmo... Depois de dois discos, ainda prometem! É um disco a comprar. Diria até que convém comprar dois exemplares e oferecer pelo menos um deles a quem mais gostam. É, sem dúvida, um presente  excelente para quem quer demostrar sentimentos, emoções mas também para quem gosta de Portugal ou quer dar a conhecer mais da história e cultura do nosso país. No entanto, saiu-nos a SORTE GRANDE e o disco está disponível, na versão integral, no Youtube.

 

 

E se pensam que a banda se ficou por incluir Rui Pregal da Cunha e Toy nas suas criações musicais, estão muito enganados. A Viagem dos Capitães da Areia a bordo do Apolo 70 conta ainda com participações de Samuel Úria, Tiago Bettencourt, Lena d'Água, Manuel Fúria, Miguel Ângelo e até - pasmem-se! - Bruno Aleixo (sim, falo-vos do cão que dá conselhos no Youtube há anos), entre outras colaborações igualmente interessantes.  Entre os melhores temas deste disco destaco "A Menina Bonita do Cinema", uma das minhas favoritas.