Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Few days on land

Um retrato do dia-a-dia de uma jovem de viagens quase sempre musicais e nem sempre coloridas.

Thoughts rushing in... #39

    "

O que habitualmente se sofre (se sente) não se pode contar.

Não é só porque isso é normalmente ridículo (porque a grande maior parte

do que se pensa e sente é ridículo) e só o que é grande

é que cai bem e vale portanto a pena dizer-se.

É que o dizer-se altera o que se diz. O sentir é irredutível ao dizer.

Só o estar sofrendo diz o sofrer. Na palavra ninguém o reconhece ou

reconhece-o de outra maneira, essa maneira em que já o não reconhece o que o conta. 

 

    

    "    

Vergílio Ferreira, «Conta-Corrente 1»